Header image  

No Dia mais Claro, Na Noite Mais Densa, O Mal Sucumbirá Ante A Minha Presença

Todo O Que Venera O Mal Há De Penar, Quando O Poder Do Lanterna Verde Enfrentar!

 
line decor
    ::  
line decor
   
 
INIMIGOS RELACIONADOS

 
  GUERREIROS TROVEJANTES

IDENTIDADE E HABITAÇÃO: Originalmente criados pelo Anti-Monitor, compõem a força militar de Qward, planeta situado no centro da Via Láctea, no Universo de Anti-Matéria, ou Universo Negativo.

PODERES:

Os Trovejantes estavam armados com os chamados "Qwa-raios", uma devastadora arma de lançamento semelhante a pequenos relâmpagos amarelos que podiam, após o impacto com o alvo, ter efeito desintegrador, explosivo ou de calor. O próprio Trovejante escolhia o Qwa-Raio que mais achasse conveniente.

O Qwa-Raio também poderia ser usado para empalar um inimigo, mas normalmente só em combate corpo-a-corpo. Em algumas ocasiões, os Trovejantes utilizaram seus Qwa-Raios para derrotar os mais poderosos meta-humanos. Além do armamento ofensivo, os trovejantes ocasionalmente se protegiam com escudos amarelos.

ÚLTIMO DESTINO: EM CONSTRUÇÃO
CONFRONTOS: 1º confronto: com Hal Jordan em GREEN LANTERN 2/1ª h. - 1960

2º confronto: com Hal Jordan em GREEN LANTERN 3/1ª h. - 1960

3º confronto: com Hal Jordan em GREEN LANTERN 7/1ª h. - 1961

EM CONSTRUÇÃO

HISTÓRIA:

Há 10 bilhões de anos atrás, o Antimonitor nasceria na lua de Qward. Ele governou o universo de antimatéria e sem resistências, tomou o controle de Qward. Ele formou o seu próprio exército de guerreiros, os TROVEJANTES.

A formação dos Armeiros de Qward marcou a primeira vez na história de Qward em que seus nativos estavam unidos sob um único governante, que não fosse o Anti-Monitor. "O Armeiro-Chefe" era a posição mais alta que se poderia esperar atingir em Qward. Yokal, o Atroz foi o 1º de muitos Armeiros-Chefe. Yokal seria obrigado a escolher o seu sub-comandante, o Mestre Trovejante, comandante dos Guerreiros Trovejantes. Assassinato era comum entre os Armeiros de Qward, e foi utilizado como uma ferramenta de auto-promoção.

Além da Guarda Trovejante, existíam os Destruidores, armados com rifles de energia, ao invés dos Qwa-raios.

Há cerca de cem anos, os Armeiros de Qward investiram em um projeto para duplicar os anéis de poder da Tropa dos Lanternas Verdes. Em algum momento da sua história, os Armeiros aprisionaram um desconhecido Lanterna Verde em Qward. Eles tentaram remover o seu anel para estudo, mas falharam e a carga do anel acabou. Frustrados, terminaram por executar o Lanterna capturado.

Eis a sucessão de tentativas de ataque dos Qwardianos contra as Forças de Oa:

1) 2 espiões qwardianos, Drik e Chomin, disfarçados de vendedores ambulantes, descobriram frequentes aparições de um Lanterna Verde nas dependências da Ferris Aeronaves. Usando uma Repetidora de Imagem Estágio-B, de tecnologia Qwardiana, criaram uma duplicata exata da empresa no meio do deserto. Eles conseguiram se apossar da bateria de Hal Jordan, não conseguindo vê-la mas fazendo sua sombra refletir-se na parede através dos raios-Q; ela fora enviada a Qward, na esperança de que Jordan fosse tentar resgatá-la. Em Qward, um esquadrão de tanques de guerra "Vekos" foram enviados para destruir o Lanterna Verde, mas seus "raios-vekos" não surtiram efeito. Ele conseguiu apossar-se de sua bateria escondida dentro de uma cúpula amarela, mas sabia que os qwardianos estavam esperando para emboscá-lo quando saísse. Ele, então, criou um construto seu com a bateria e os qwardianos atacaram-no, achando terem destruido o Lanterna Verde. Hal Jordan tornou-se invisível e conseguiu escapar com sua bateria. Na Terra, os 2 espiões qwardianos foram derrotados e presos.

2) Os cientistas qwardianos construíram um robô chamado Gnaxos, programado para destruir o anel de Jordan. O robô criara um míssil de cor avermelhada que era imune à ação do anel de Jordan, por ser o míssil na verdade, amarelado, com emissão de luzes vermelhas. O míssil era teleguiado em Jordan e fora destruído numa curva súbita. Propositalmente, o míssil envolvera Tom Kalmaku numa aura de anti-energia que deixou o mesmo desfalecido, Jordan seguiu para Qward para tentar investigar o antídoto. O mesmo fora oferecido a ele por Kiman, o Armeiro-Chefe, caso ele lutasse com Gnaxos e vencesse. Ao começar a atacar o robô, o mesmo mudou de cor, passando para o amarelo. Contudo, o robô extrapolou sua programação, atingiu consciência própria e traiu as expectativas dos Armeiros, dando a Jordan o antídoto, sendo destruído por seus criadores em seguida.

3) Os armeiros aliam-se com SINESTRO em prol de um objetivo em comum: destruir o Lanterna Verde da Terra. Através de um super-radar criado por Sinestro, diversos cidadãos de uma cidade desaparecem misteriosamente e, em seguida, é Hal Jordan que é levado à Qward pelo dispositivo. Lá chegando, já era esperado com armas apontadas e foi aprisionado pelo anel de Sinestro. Contudo, Jordan consegue sobrepujar seu arqui-inimigo, liberta-se e destrói o complexo dos qwardianos com uma gigantesca onda esmeralda, impondo-lhes nova derrota.

EM CONSTRUÇÃO