Header image  

No Dia mais Claro, Na Noite Mais Densa, O Mal Sucumbirá Ante A Minha Presença

Todo O Que Venera O Mal Há De Penar, Quando O Poder Do Lanterna Verde Enfrentar!

 
line decor
    ::  
line decor
   
 
A COMPOSIÇÃO DO MULTIVERSO

 
   
TERRA 29 (Arret)


Quando Bizarro fora infundido por radiação de um sol azul, ele desenvolvera a capacidade de replicar-se, bem como criar outras formas de vidas "bizarras" baseadas em semelhanças de pessoas da Terra. Ele utilizou essa capacidade para preencher um asteróide em forma de cubo denominado Mundo Bizarro, em orbita do sistema estelar dessa estrela azul. Uma das muitas duplicatas que ele criara fora uma versão bizarra do Lanterna Verde. O Lanterna Bizarro trabalhou junto com as versões bizarras do Batman, Flash, Mulher Maravilha e Moça-Gavião, tentando salvar Bizarro do Dia do juízo. Depois de auxiliar o resto da Desliga da Injustiça em salvar Bizarro, o Lanterna Bizarro foi convocado pela Tropa Sinestro para tomar parte na Guerra dos Anéis. Ele estava presente quando a Tropa Sinestro empreendeu seu ataque final contra Coast City.

Os Bizarros possuem uma fisiologia comum a todos os Bizarros mas muito diferenciada da fisiologia humana. Sua pele é manchada, rachada e cinzenta e com aparência de suja de giz ou cinzas. Muitas vezes, os seus rostos, braços, pernas e outras extremidades disformes são desproporcionais em relação ao resto do seu corpo. Fisicamente, a maioria dos Bizarros são semelhantes a um padrão humanóide analógico.

Bizarros são por natureza mentalmente deficientes, e não podem processar pensamentos ou ações que seriam comuns aos padrões normais humanos. O seu comportamento é estruturado em oposição à lógica ou ao senso comum. Quase tudo falado por um Bizarro é um antônimo da sua verdadeira intenção. Se um Bizarro diz "Eu te odeio", essa é uma forma de expressar afeto. Um Bizarro pode demonstrar afeto por exemplo, dando ao seu amor um buquê de rosas mortas ou socos na cara dele ou dela. Quando conversam, Bizarros omitem alguns pronomes nominais, substituindo por seus análogos no modo acusativo. Ao invés de tratarem a si próprios como "Eu", usam o termo "mim". Quando Bizarros cumprimentam-se, fazem-no, dizendo "Adeus", ao invés de utilizarem "Olá" como saudação. Bizarros conjugam os verbos em 1ª pessoa de forma impessoal. Por exemplo, em frases como "Mim ser grande".

 

 

PANORAMA ATUAL

 

 

DESTAQUES