Meu!Meu!Meu!Meu!Meu!Meu!Meu!Meu!Meu!Meu!Meu!Meu!Meu!

Meu!Meu!Meu!Meu!Meu!Meu!Meu!Meu!Meu!Meu!Meu!Meu!Meu!

Meu!Meu!Meu!Meu!Meu!Meu!Meu!Meu!Meu!Meu!Meu!Meu!Meu!

 
line decor
  ::  
line decor

 

LARFLEEZE

O Agente Laranja

HISTÓRIA

Há bilhões de anos, uma quadrilha de ladrões do Plt. Ogatoo formada por Chattle, Turpa, Flob, Blooch e Larfleeze como líder da gangue, realizaram o que seria o maior roubo da história do Universo: Conseguiram roubar muitos tesouros dos Guardiões do Universo em Maltus, dentre eles uma caixa contendo os principais segredos dos espectros emocionais do Universo. O comprador oculto prometeu pagar uma quantia que daria para comprar um sistema estelar inteiro. Larfleeze mantinha os colegas no roubo, pois todos deviam-lhe dinheiro e ele usaria a divisão do roubo para descontar sua parte. Contudo o roubo deu errado e eles foram descobertos. Fugindo às pessas, eles foram perseguidos pelos Caçadores Cósmicos, que conseguiram executar Chattle já na saída. Após conseguirem escapar, rumaram para Okaara seguindo um mapa inserido no tesouro,que antes pertencia a Krona. O mapa indicava a localização da fonte do espectro emocional laranja. Flob fora devorado por uma planta carnívora gigante da selva de Okaara e os demais fugiram caindo num templo secreto subterrâneo. Lá descobriram a bateria central do poder laranja. Imediatamente possuídos pela cobiça, cada um lutou para possuir a bateria para si. Os Guardiões do Universo invadiram o local junto com os Caçadores Cósmicos, mas não ousarsm chegar perto da bateria. Repentinamente, a mesma explodiu em poder, destruindo alguns andróides, matando alguns Guardiões e um dos 3 ladrões remanescentes, Turpa.

Os Guardiões exigiram a devolução da caixa que continha Parallaz aprisionado e, em troca, permitiríam que apenas um dos ladrões acessasse o poder laranja e fosse o dono de todo o sistema estelar de Vega. Na luta seguinte, Larfleeze derrotou Blooch, tornando-se o guardião e agente do espectro laranja. Turpa e Blooch tornaram-se construtos de sua tropa laranja. Os Guardiões também firmaram o acordo de não adentrar no espaço do sistema Vega, enquanto Larfleeze mantivesse a ação da energia laranja contida em Okaara. Isso não impediu que ao longo dos anos, diversos seres vagassem e se deparassem com Larfleeze no templo secreto. Todos foram mortos e suas almas convertidas em escravos da luz laranja, construtos escravos da vontade central de Larfleeze.

Durante a Guerra dos Anéis, Larfleeze tolerou a presença da Tropa dos Lanternas em Vega, apenas porque percebera que eles estavam apenas caçando a Guilda das Aranhas e a Tropa Sinestro. Contudo, quando um grupo de CONTROLADORES aportou em Okaara com a missão aberta de encontrar e tomar posse da luz laranja, Larfleeze enfureceu-se, matou todos os Controladores convertendo-os em seus construtos e entendeu aquilo como um ato de provocação dos maltusianos originais (Os Guardiões do Universo e os Controladores tinham Maltus como orígem comum, desenvolvendo suas diferenças genéticas ao longo dos milênios). Encontrando o Lanterna Verde Stel nas proximidades perseguindo um lanterna amarelo, ele enviou seu construto gigante Blume que devorou o amarelo e desmembrou o robô, enviando-o a Oa como um aviso aos Guardiões. Ele os culpou pela ação dos Controladores, mas sua mensagem foi interrompida pela Guardiã Cicatriz, que propôs o fim do fechamento de Vega à Tropa e incentivou a invasão do planeta numa caça a Larfleeze. Contudo ela mesma expertamente não foi junto, mas aproveitou a ausência dos Guardiões para ir ao subterrâneo de Oa em seu local secreto onde ela estava escrevendo o Livro da Morte, possuída pela essência negra.

Na batalha entre os membros da Tropa e os construtos de Larfleeze em Okaara, o LV Gretti fora executado e convertido em construto laranja. O próprio Larflezze deparou-se com Hal Jordan detendo um anel azul, novidade para o agente laranja. Jordan tentou negociar, oferecendo o anel azul a Larfleeze em troca de informações confidenciais sobre o envolvimento dos Guardiões. Ao final, Jordan não conseguia tirar o anel, quando Larfleeze perdeu a paciência e com um construto de espada, decepou o punho de Jordan com o anel junto. Contudo tudo era apenas uma miragem criada pelo anel azul. O anel que Larfleeze colocou em seu dedo era falso e o verdadeiro braço de Jordan estava intacto. Com Larfleeze desenvolvendo uma ofensiva total contra os Guardiões e suas forças, os mesmos decidiram forjar um novo acordo com Larfleeze: saíriam imediatamente de Okaara e de Vega e Larfleeze novamente manteria a ação do espectro laranja contida consigo mesmo, e em troca eles dariam o que ele pedisse. Ele pediu a localização de um anel azul e eles deram-lhe a informação sobre como chegaria a Odym.

 

CARACTERÍSTICAS

Como todos os Lanternas, O Agente Laranja possui um anel de poder. Seu anel, derivando suas energias a partir do espectro emocional da luz laranja, concede-lhe todas as habilidades típicas como lhe permitir voar, fazer campos de força e sobreviver no vácuo espacial.

Além das habilidades padrão , o anel laranja pode drenar a energia de outros anéis , exceto o anel azul. Seu principal uso é ter a capacidade de criar um construto de energia laranja no formato físico de qualquer ser vivo que Larfleeze tenha executado, fazendo dessas criaturas escravos completos para ele e membros de sua falsa Tropa Laranja. Cada um deles na realidade são pessoas que ele ou seus construtos mataram e imediatamente após suas almas eram escravizadas e convertidas em escravos da vontade central de Larfleeze.
 
Larfleeze é o único membro de sua tropa e ele mesmo carrega sua bateria central. Ele concentra todo o poder de sua tropa, e seu anel vai muito além de 100 % de sua capacidade, colocando no mesmo nível de poder de ÍON ou PARALLAX. A encarnação emocional da luz laranja reside dentro da bateria de Larfleeze. Como consequência de ser o único portador da luz laranja, Larfleeze sofre de paranóia extrema e ganância. Sua fome e ganância podem ser reduzidas diante de um anel azul, Mas a sua avareza nunca é plenamente saciada.