Header image  

No Dia mais Claro, Na Noite Mais Densa, O Mal Sucumbirá Ante A Minha Presença

Todo O Que Venera O Mal Há De Penar, Quando O Poder Do Lanterna Verde Enfrentar!

 
line decor
    ::  
line decor
   
 
INIMIGOS RELACIONADOS

 
  ÁUREO

IDENTIDADE E HABITAÇÃO: Keith Kenyon. Nacionalidade norte-americana.

PODERES: Possui imensa força física, ampliada pelos raios Aurex, técnica de luta e algumas armas especiais, como o injetor áureo, explicado acima. Possui a seu dispor um grupo de bandidos que lutam por ele e seu grupo de crime organizado.
ÚLTIMO DESTINO:
CONFRONTOS:

1º confronto: GREEN LANTERN 38/2ª h.: teve sua invulnerabilidade anulada por uma mistura de água-regia e nocauteado por Jordan ainda antes de inventar seu uniforme de Áureo.

2º confronto: GREEN LANTERN 48/ 1966: Já com seu uniforme de Áureo, tornou em ouro com seu injetor áureo o que pensava ser o Lanterna Verde, mas era o ar solidificadopelo anel em volta dele. Depois Jordan "quebrou" a carapaça de ouro e nocauteou o vilão, derrotando-o e mandando-o pra cadeia. Seu injetor e seu capacete controlador foram confiscados pela Polícia.

HISTÓRIA: Desde sempre predisposto a enriquecer no crime, Kenyon era um inventor promissor. Descobriu uma propriedade surpreendente do ouro que estava em contato com água de mar por ao menos um século; sujeitou o ouro marinho a uma luz ultravioleta especial; com isto criara uma fonte de energia poderosa, que Kenyon sintetizou como um elixir dourado. Quando ele bebeu este líquido, tornou-se aparentemente invulnerável. Em seu 1º confronto com o Lanterna Verde, mostrou-se realmente imune aos ataques do herói. Contudo, Hal Jordan ordenara que seu anel criasse quimicamente o líquido "água régia", que dissolve o outro; aspergiu o vilão com este líquido, fazendo-o perder a invencibilidade. O vilão fora nocauteado.

Semanas mais tarde, Kenyon escapou da prisão para roubar um banco em Coast City. Na ocasião, criou  o injetor áureo, um dispositivo que pulveriza um polímero líquido do ouro que cobre e prende a vítima em um escudo do ouro, impedindo-a de respirar. Em contato com o ar, o ouro começa a endurecer-se quase imediatamente. Áureo modificara também seu capacete para atear fogo à mistura áurea. Com este novo equipamento, enfrentou novamente o Lanterna, mas após muita luta, foi derrotado pelo herói e levado à prisão, onde passou vários anos.

Uma vez fora da prisão, Áureo expandiu ainda mais sua força e porte físico, banhando-se nos raios Aurex, que ele inventara; dedicou-se a construir um império do crime organizado que abrangesse toda a costa oeste e fizesse frente à organização criminosa COLMÉIA. Na ocasião, encontrou um telepata chamado Stanley, o qual obrigava a trabalhar pra si. Com a ajuda dele, os capangas de Áureo perseguiram e executaram o ladrão Tatuado, que roubara uma fortuna pertencente a Áureo. Com isto, atraiu pra si a perseguição do Lanterna Verde, o qual fora nocauteado num primeiro combate entre os dois nesta ocasião. Áureo convidou a liderança do crime organizado da costa oeste americana para uma reunião em sua mansão. Quis fazer que os chefões da máfia se unissem num conclave comandado por ele mesmo, poderoso o bastante para fazer frente à Colméia e à Caveira, duas organizações que estavam competindo pelo controle da máfia daquela região. Para provar sua potencialidade como um líder, Áureo mostrou seu troféu, o Lanterna Verde preso. Stanley também fora forçado a usar seus poderes telepáticos a fim de convencer todos a o aceitarem como seu líder. O uso do poder era doloroso para Stanley, mas Áureo não dava a mínima pra isto. Quando o Lanterna conseguiu escapar, fez um pedido diferente a Stanley. Após colocar a polícia em alerta, ordenou que a mente deles fosse manipulada para que o Lanterna Verde fosse preso por invasão de domicilio. Janet Lynn, a advogada de Áureo, apresentou um mandado de prisão contra o herói.

Trabalhando na lavanderia da prisão, Mão Negra fora contatado por Áureo. O senhor do crime prometeu a liberdade ao vilão se conseguisse eliminar o lanterna verde. Depois que o criminoso concordou, Áureo substituiu os oficiais da prisão por sósias. Áureo teve outros aliados, inclusive o senador Jason Bloch.  Jordan consegue escapar da prisão no final, mas fica proibido pela justiça de perseguir o vilão, protegido por juizes comprados pelo crime organizado.

Certa vez, encontrando um alienígena tonto e sem memória devido a sua viagem dimensional até a Terra, manipulou a mente deste alienígena para que trabalhasse para ele, explorando seus poderes telepáticos. Deu-lhe a identidade de Stanley. Dias depois, quando o qwardiano recobrou sua memória, assumindo sua verdadeira forma, vingou-se de Áureo, destruindo sua base de comando e derrotando todos os seus capangas, nocauteando o vilão, mas deixando-o vivo. Reorganizando suas forças, Áureo enfrenta Hal Jordan mais outra vez. Este, contudo, como dispunha de apenas 24 horas para resolver seus assuntos na Terra, antes de seguir para um exílio de 1 ano da Terra, apenas fez para imobilizar o vilão com vigas de ferro e retirou-se da briga. Áureo entendeu isto como uma vitória sua: o fato do Lanterna Verde ter se retirado da luta. Daí pra frente, continuou trabalhando no desenvolvimento de sua rede de crime organizado, estendendo-a por diversas cidades. Encontrou resistência do Flash em Central City e após algumas vitórias parciais, fora definitivamente derrotado pelos 2 Flash's e levado à prisão.

Meses depois, fora libertado da prisão por Guy Gardner que o convocaria para tomar parte de um grupo de supervilões com a missão de ir até o universo de antimatéria tentar derrotar o Antimonitor. Ao chegar lá, o grupo se depara com guerreiros Trovejantes e em seguida, com a Tropa de Lanternas Verdes. A luta é intensa e Áureo enfrenta Tomar-Re. Este parecia que não sabia da invulnerabilidade de Áureo ao anel,  e tentou sem sucesso derrotar o vilão com a energia esmeralda. Deixou-se cair nas mãos do poderoso vilão, que o derrotou asfixiando-o e deixando-o moribundo. A seguir, consegue escapar junto com outros vilões para um setor remoto do universo positivo.

Localizado num bar intergaláctico por Arísia, Sallak e Chyp, Áureo recebe voz de prisão dos 3 Lanternas, mas consegue facilmente derrotá-los, até que Hal Jordan chega para auxiliá-los. Jordan consegue derrotá-lo, destruindo a estrutura do prédio sobre ele. Ao descobrir que Jordan também estava atrás de Guy Gardner, revela também estar procurando o Lanterna Verde rebelde, desejoso de vingança por ter sido enganado em Qward. É levado para ser aprisionado nas ciencelas de Oa.

Devido a execução de Sinestro pela Tropa, a Bateria Central entra em colapso, causando desastres sísmicos em todo o planeta. A energia que mantinha as ciencelas trancadas dissipa-se e todos os vilões presos escapam, inclusive Áureo. De posse de seu injetor áureo, consegue derrotar John Stewart envolvendo-o em ouro, mas no final é novamente aprisionado, junto com todos os demais vilões, por Hal Jordan.

Quando o Guardião Appa Ali Apsa enlouquecera, ele queria alguém para lhe fazer companhia e forçou um elo mental com os presos, executando mentalmente os que se recusavam a dividir sua mente com ele. Áureo conseguira negociar com ele, dizendo que se ele fosse liberto por Appa, que na Terra recrutaria muitas pessoas para fazerem companhia a ele. O Guardião insano concordou e libertou alguns dos demais super-vilões que aceitaram entrar neste acordo. Na Terra, Áureo reuniu um grupo de rivais seus para enviá-los a Oa, mas neste meio tempo, Appa Ali Apsa haveria sido derrotado e executado.  Retomando o comando de seu crime organizado, tentou formar uma aliança com Guy Gardner, mas só conseguiu humilhá-lo num combate sem vencedores em força. O então Lanterna Verde afastara-se do local, permitindo que Áureo fugisse livre com seus capangas.